BOTE FÉ PETROLINA

Loading...

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A ÉTICA NO SÉCULO XXI



O nosso país vive um período de acontecimentos marcantes, alguns governantes desonestos, jovens envolvidos com drogas, protestos em busca de saúde, segurança e educação de qualidade, pais matando filhos, roubos à mão armada, assassinatos cometidos por motivos banais, impunidade. Em pleno século XXI a sociedade ainda não demonstra consciência e maturidade suficientes para discutir assuntos que envolvem a educação, a ética e a moral.

Os governantes são desonestos porque há pessoas desonestas que aceitam dinheiro em troca de seu voto, os jovens se envolvem com droga porque não há pais capazes de por limites nos filhos. Os protesto acontecem, pois o governo está gastando com estádios e esquecendo a sociedade, roubo a mão armado porque não há fiscalização de boa qualidade. Assim temos uma sociedade cada vez mais angustiada...

A educação é a base para a formação de nós jovens que seremos o futuro da nossa sociedade. Portanto, são  essenciais a implantação de políticas mais democráticas, a formação de um sistema justo e igualitário, a busca pelo alto nível de conhecimento e, finalmente, a construção de uma sociedade em que a população saiba distinguir o que é bom e o que é ruim e colocar em prática a defesa de seus ideais.

Ruan Ângelo - 1º Ano A

ANTIÉTICA: CORRUPÇÃO



Para tomarmos certas decisões que exigem a sabedoria de ponderar o lado positivo e o negativo e, ainda mais saber se isso irá fazer mal para os outros, devemos usar a ética. É ela que nos permite agir com segurança e certeza mediante a situações que nos exigem mais atenção e que, muitas vezes, passam despercebidas pelos nossos olhos. E é principalmente na adolescência que o sentimento de lutar pelos nossos direitos e pela justiça é mais intenso, pois está ligado a indignação perante aos problemas sociais e políticos.

A ética nos dá a capacidade de fazer uma crítica concreta e até como levar isso às outras pessoas, seja por meio de textos ou até mesmo protestos. Porém, muitas vezes esses protestos são encarados como uma coisa negativa, pois têm muitas pessoas que se camuflam para praticar o vandalismo, quebrando patrimônios públicos e particulares. Mas a real intenção dos protestos é tentar abrir os olhos da sociedade para os problemas que estão bem a nossa frente e que não enxergamos.

Além disso, podemos citar um exemplo bem comum de falta de ética, a corrupção na política. O que mais vemos hoje na televisão, jornais e sites é a grande onda de incertezas da sociedade em relaçãoàs atitudes dos políticos, que fazem falsas promessas e que cometem, muitas vezes, crimes e na maioria das vezes não são punidos.

Portanto, devemos ficar mais atentos para todas as escolhas tomadas ao nosso redor e saber ter voz ativa para nos posicionar e fazer críticas com fundamentos. Além disso, não podemos nos intimidar com os políticos corruptos, pois nós temos que exercer nossos direitos de cidadãos. Por isso, incentivar nossos amigos e familiares a participar das manifestações, de sempre optar pelo justo já é um grande passo.

Alécia Nicole Medeiros Coelho - 1º Ano B

O JOVEM E A ÉTICA



Atualmente, o Brasil vive um período de sérios problemas, como a violência, corrupção, saúde e educação. Uma parcela da juventude tem demonstrado comportamentos que fogem de uma prática ética decente. A exemplo disso vimos alguns jovens brasileiros irem às ruas, protestarem contra a corrupção política com atitudes de vandalismos. O que está acontecendo com a população jovem do nosso país? Onde estão os valores que devemos cultivar desde cedo? Quem estaria influenciando esses comportamentos tão adversos àqueles que se espera de uma postura decente?

Com esse perfil de sociedade, o jovem vem demonstrando que os valores como respeito, dignidade, responsabilidade não fazem parte do seu cotidiano, e sem perceberem envolvem-se em situações que comprometem o seu caráter enquanto jovem cidadão. São atitudes antiéticas menos graves, como colar nas provas,  inventar mentiras como desculpa, jogar lixos nas ruas, furar fila, dirigir sem está habilitado, que chegam a outras de maiores impactos como as drogas, violência, roubos e vandalismos e que,  com essas atitudes,  alguns jovens tornam-se problemas dentro da sociedade.

Um outro fator que vem influenciando a ética moral do jovem é a mídia. Por estar constantemente na relação dos jovens e como possante veículo de comunicação de massa, a mídia tornou-se um grande responsável pelas mudanças ideológicas dos jovens, visto que ela tem um grande poder de persuadir, concorrendo fortemente com o ideal da igreja, da escola e dos pais.

Portanto, é preciso que desde cedo, o jovem conheça e pratique os valores éticos. Aprenda com a família e a escola os conceitos éticos e procure vivenciá-los. A prática da boa ética deve ser  tarefa contínua na nossa vida, para que, quando  esbarrarmos em uma situação de antiética, sabermos lidar de forma inteligente e eficaz.

Igor Lima -  1º Ano A

JOVEM: CAPACIDADE DE TRANSFORMAÇÃO




           Palavra originada do grego, “ética” significa caráter, comportamento. Observa-se que em todo o mundo esse é um tópico constante e muitas vezes polêmico, pois incita o questionamento do que realmente é certo e errado e, em frente a isso, o modo pelo qual os princípios atuais influenciarão as gerações futuras. 

            Ao fazer uma análise da história humana, torna-se claro que todos os grupos sociais conhecidos apresentavam um fator que moldava sua ideologia. Seja a fé Cristã, a ambição por parte dos mercantilistas ou o desejo de liberdade dos escravos, há sempre algo que define o modo de pensar de tal grupo, e que consequentemente, caracteriza o modo de agir de cada época. Sendo assim, nota-se que a ética não é fixa e que se adapta conforme os acontecimentos de cada comunidade. Apesar disso, não depende exclusivamente de agentes sociais de contexto geral, como também dos elementos próprios da vivência humana, sendo única de cada indivíduo.
              Entretanto, não se deve apenas deixar influenciar pelos outros. Há a necessidade de se preocupar não somente consigo mesmo, mas também com os jovens, e com o que eles farão no futuro. Felizmente, eles próprios  estão lutando por um mundo mais justo, através dos enormes protestos que recentemente paralisaram todo o país e chamaram a atenção mundial, ou através também da religião, como na Jornada Mundial da Juventude, que contou com a presença do Papa Francisco e ocorreu no Rio de Janeiro, reunindo milhões de Cristãos de todos os lugares.
                Além disso, existem muitos grupos de pessoas corruptas hoje em dia, com má índole, e que podem vir a corromper os jovens, como já aconteceu em diversos casos. Como exemplo, a Presidente Dilma Rousseff, que protestou ferozmente na época da ditadura, e que neste ano, foi um dos alvos dos protestos. Mas apesar disso, nota-se que os jovens críticos, antes aparentemente sumidos, agora estão ressurgindo, com fome de justiça, e com bom um senso de valores fortes e indefectíveis.

                Portanto, é necessário que se perceba que a ética pode ser danosa a mais de uma pessoa, mas que se deve lutar por ela e ensinar às novas gerações a também fazê-lo. Deve-se sempre influenciar o próximo de modo positivo, para que, assim, um futuro promissor possa estar ao alcance de todos que acreditam na capacidade de transformação da sociedade.

Anna Beatriz Pereira Cezar - 1º Ano B

A SOCIEDADE E O INDIVÍDUO



      Não importa para onde se olha, das grandes metrópoles até os menores lugares, é possível notar os reflexos da falta de ética. Cada vez mais os jovens mostram sua sede por mudanças e justiça. A sociedade mostra ser ética, porém acaba sendo corrompida em alguns momentos. 
    
 Os jovens se mostram interessados nas questões sociais atuais, mas não fazem sua parte para contribuir para a tão esperada mudança. É comum escutar críticas e reclamações, que aparecem sem soluções possíveis. Todas essas opiniões se tornam hipócritas diante das atitudes desses jovens, que ao invés de ajudar, prejudicam mais ainda a sociedade e burlam as questões éticas. A falta de ética traz outras características, como a falta de honestidade, caráter, sendo pontos que afetam a sociedade e seu funcionamento. Alguns jovens estão dispostos a realmente mudar seu país, mas acabam colhendo os resultados de toda a discriminação, injustiça e corrupção dos que não agem. Mesmo assim esses jovens continuam querendo um lugar melhor e colocam suas esperanças nisso. 

     Faz somente alguns meses desde que se passaram os protestos de repercussão mundial, onde diversas pessoas tentaram melhorar suas condições, principalmente os jovens. Esse é um grande exemplo dos jovens mostrando a importância da sua ética. Entretanto, várias questões devem ser abordadas, uma delas é a influência que a sociedade exerce sobre o indivíduo. A maioria das ações prejudiciais parte de um grupo de jovens. Essas influências contribuem para o aumento dos crimes, uso de drogas e da alta violência, entre outros graves problemas. 

    Não importa a idade, classe social ou moradia, de uma maneira ou de outra estamos ligados à ética ou sua falta. Assim,  cabe a cada um fazer sua parte para melhorar toda a situação, principalmente os jovens, que são o futuro da nação. Todos devem seguir suas ideias, distinguir o certo do errado. A educação é um dos principais instrumentos, pois é a base da formação de um cidadão. Um sistema justo e sem diferenças sociais também é essencial. Se a ética for algo constante na sociedade e nas pessoas, certamente teremos um número bem menor de problemas sociais. 

Luana Nunes - 1º Ano B